Bem-vindo à BOL. O nosso site usa cookies e outras tecnologias para personalizar a sua experiência e compreender como você e os outros visitantes usam o nosso site.
Para ver uma lista completa das empresas que usam estes cookies e outras tecnologias e nos informar se podem ou não ser utilizadas no seu dispositivo, aceda à nossa página de política de cookies.

Concordo
Distrito Sala
Detalhe Evento
Ciclo Preparatório

Ciclo Preparatório

Música & Festivais | Concerto

Salão Brazil JACC

Sala Principal
Classificação Etária
Maiores de 6 anos
Bilhete Pago
A partir dos 12 anos
2019
fev
22

Sessão

22 fev 2019 22:00
Dias
Hrs
Min
Seg

Duração

60 minutos

Promotor

Jazz ao Centro Clube

Breve Introdução

O “Ciclo Preparatório” surgiu em 2012. João Graça, José Pape e Sebastião Macedo criaram o conjunto e, com a ajuda de Pedro de Tróia (membro de “Os Capitães da Areia” e fundador da “Azul de Tróia”), gravaram uma primeira canção, “Lena Del Rey”, que veio a integrar os novos talentos da FNAC em 2012. O grupo decidiu então incorporar mais um guitarrista (Francisco Macedo) e 2 vocalistas (Benedita e Constança Gonçalves), com o intuito de promover o seu crescimento. O Teledisco da canção “Lena Del Rey”, realizado por Tiago Brito, foi lançado em Outubro de 2012.
O primeiro álbum da banda, “As Viúvas Não Temem a Morte”, foi editado pela Optimus Discos em 2013. Este disco foi produzido por Sebastião Macedo e Pedro de Tróia, gravado e misturado por Nuno Roque e Masterizado por Nelson Carvalho. Como single do disco, foi lançada a canção “A volta ao mundo com a Lena D’Água”, que conta com a colaboração da própria Lena D’Água nas vozes da canção. O teledisco desta canção foi lançado em Junho de 2013 e também realizado por Tiago Brito.
O disco foi aclamado e bastante bem recebido, com boas críticas da Blitz, TimeOut, Público P3 e Punch Magazine, entre outras. Após o lançamento do disco, Ciclo Preparatório chegou a tocar em casas nacionais reconhecidas, como o MusicBox e o Sabotage (Lisboa), Texas Bar (Leiria), Teatro Clube de Alpedrinha, entre outras. Tocou também em festivais, como o Optimus D’Bandada (Era uma vez em Paris, Porto), Nos em Palco (Tokyo, Lisboa), Vodafone Mexefest (Casa Alentejana, Lisboa), Super Bock Super Rock (Meco), Festins (Alcains) e Fábrica Music Fest (Montijo), entre outros.
Regressam ao activo com "Se é para perder que seja de madrugada", que tem neste concerto do Salão Brazil uma das primeiras datas de apresentação do trabalho ao vivo!

Preços

  • Geral - 7€

Partilhar

Serviços Adicionais

Veja ainda:

João Mortágua "Mirrors"

Música & Festivais | Concerto

Salão Brazil JACC

Sala Principal

Irreversible Entanglements

Música & Festivais | Concerto

Salão Brazil JACC

Sala Principal